A Yellowfin está no Magic Quadrant for Business Intelligence and AnalyticsPlatforms do Gartner em 2015 por sua capacidade de execução e por sua visão colaborativa


O Magic Quadrant for Business Intelligence and Analytics Platforms da Gartner oferece uma análise qualitativa independente do mercado de BI, a sua direção estratégica, estado de maturidade e os fornecedores tecnológicos chave.

O CEO da Yellowfin, Glen Rabie, diz que acredita que a inclusão da Yellowfin no relatório de 2015 foi testemunho do crescimento contínuo da empresa e da sua penetração no mercado.

“A Yellowfin teve uns excepcionais últimos 12 meses”, disse Rabie. “Mais de 10,000 organizações, e mais de um milhão de utilizadores finais distribuidos por 70 países, usam agora a Yellowfin por todos os mercados e indústrias mais importantes.”

“O sucesso da Yellowfin foi alcançado por ser capaz de acompanhar a procura do mercado de implementações de BI difusos. A Yelowfin atinge um bom equilíbrio entre as necessidades de self-service dos utilizadores e requisito de ter uma gestão de uma empresa IT.

“Em 2015 vamos continuar a entregar à indústria produtos inovadores e distinguir o nosso BI Colaborativo, Location Intelligence, Cloud BI e as nossas capacidades de Embedded BI.”

2015 é o segundo ano consecutivo que a Yellowfin aparece no Magic Quadrant for Business Intelligence and Analytics Platforms no quadrante “Players de Nicho”. O estudo tem por base 2,083 utilizadores de Plataformas de BI e avalia 24 fornecedores através de 13 capacidades críticas e 4 estudos caso principais.

O relatório da Gartner Magic Quadrant for Business Intelligence and Analytics Platforms da Gartner também cita 44 “Fornecedores a Considerar” que não se conseguiram qualificar para o Magic Quadrant.

Os quatro casos de estudos principais incluem: Centralized BI Provisioning (Suporta um fluxo de trabalho entre a informação e a entrega e manuseamento do conteúdo), Decentralized Analytics (Suporta um fluxo de trabalho da informação para as análises self-service), Governed Data Discovery (Suporta um fluxo de trabalho desde a data para self-service a sistemas de registo, podendo utilizar a tecnologia para manuseamento, reutilização ou possibilidades de promoção); OEM/Embedded BI (Suporta um fluxo de trabalho da informação para a integração num processo ou aplicação).

As 13 capacidades críticas na versão de 2015 do relatório foram divididas em três categorias: Habilitar, Produzir e Consumir. As capacidades críticas na categoria de Habilitar incluíam: Informação para trabalhar e modelar, Plataforma Interna de Integração, Plataforma de Administração de BI, Gestão de Metadata, Implementação, Desenvolvimento e Integração na cloud. As capacidades críticas na categoria de Produzir incluíam: forma livre de exploração interativa, quadros de estatísticas e conteúdo, relatórios e quadros desenvolvidos tecnologicamente, estilos tradicionais de análise. As capacidades críticas na categoria de Consumir incluíam: BI Móvel, Integração Colaboracional e Social, BI Embutido.

*O Magic Quadrant for Business Intelligence and Analytics Platforms 2015 da Gartner foi realizado por analistas da Gartner: Rita L. Sallam, Bill Hostmann, Kurt Schlegel, Joao Tapadinhas, Josh Parenteau e Thomas W. Oestreich, publicado no dia 23 de Fevereiro de 2015.

** Gartner não apoia nenhum fornecedor, produto ou serviço descrito nas suas publicações de pesquisa, e não aconselha usuários de tecnologia a que selecionem apenas os fornecedores com as classificações mais elevadas ou outra designação. As publicações de pesquisa da Gartner consistem nas opiniões da organização de pesquisa da Gartner e não devem ser consideradas como declarações de factos. A Gartner isenta-se de todas as garantias, expressas ou implícitas, com respeito a esta pesquisa, incluindo qualquer garantia de comércio ou adequação a uma finalidade específica.

http://noticias.r7.com/dino/tecnologia-e-ciencia/a-yellowfin-figura-no-magic-quadrant-for-business-intelligence-and-analyticsplatforms-da-gartner-em-2015-por-sua-capacidade-de-execucao-e-por-sua-visao-co-20032015

Print Friendly and PDF